Download – O Melhor da Disney As Obras Completas de Carl Barks PT-BR


Download - O Melhor da Disney As Obras Completas de Carl Barks PT-BR

Nome do livro:O Melhor da Disney As Obras Completas de Carl Barks
Nome do Autor:Carl Barks
Gênero:HQ
Ano de Lançamento:2004
Editora:Abril
Nº de páginas:80
Tamanho:1.44 Gb
Formato:CBR
Idioma:PT- BR

 

 

 

Sinopse: Carl Barks (1901-2000) é possivelmente o único quadrinista a ser considerado perfeito. Exagero? Roteirista, desenhista e arte-finalista de várias histórias da Família Pato dos Estúdios Disney, e pintor extraordinário, Barks foi responsável por fazer mais que definir a personalidade de seus personagens e alçá-los ao estrelato. Pode se dizer que ele humanizou o Pato. A biografia de Carl é rica e repleta de trabalhos gloriosos nos quadrinhos e na animação. Esse texto, todavia, detém-se "apenas" ao seu talento nas páginas impressas, pois essas davam espaço à totalidade do seu poder criativo. Poder vindo de um homem que tinha concluído seus estudos até o equivalente americano ao primeiro grau e que viveu a maior parte de sua vida recluso num sítio, do qual saía apenas duas vezes por mês para levar seus trabalhos ao editor.

A maior parte da reclusão de Carl era passada em sua biblioteca, já que os livros eram uma paixão que o acompanhava desde a infância. E graças a eles o desenhista pode praticamente recriar civilizações antigas que eram pano de fundo para as viagens do Tio Patinhas. O artista costumava dizer que viajara o mundo inteiro graças a seus livros, e tinha boas recordações de todos os lugares que "visitara". Seu detalhismo ao retratar templos ou monumentos criava paisagens tão verossímeis e belas que pareciam ser a transposição de uma foto acrescida da emoção da arte. Em outras ocasiões, essa profundidade decorria exclusivamente de sua imaginação, pois lugares nunca descobertos pelo homem moderno como as minas do rei Salomão ou a sala do tesouro do rei Minos I da Grécia – ou até paisagens mitológicas como Asgard ou Cólquida e paragens de sua criação, como a fantástica Quadradópolis – sugeriam uma notável impressão de realidade e familiaridade. Entretanto, essa captação das imagens que pareciam vívidas apenas em nosso inconsciente não era o único destaque no traço do artista. Os patos ganharam em suas mãos, um visual mais simpático e carismático, ficando mais gordinhos e dotando-se de expressões mais maleáveis e humanas, com o exagero sendo usado de maneira precisa.

Trabalhar as emoções e características dos personagens era algo também muito caro a Barks, o que era facilitado pelo fato de ele haver criado a maioria dos patos importantes que circulam por Patópolis (Duckburg, no original) e suas redondezas. De sua criatividade emanaram as formas e as características do sortudo Gastão (Gladstone Gander, criado em 1948), da namorada Margarida (Daisy Duck, 1940), do inventor maluco e bem-intencionado Professor Pardal (Gyro Gearloose) e de seu simpático assistente Lampadinha (Little Helper, ambos em 1952), dos empertigados Escoteiros-Mirins (Junior Woodchucks, 1950), dos sardônicos Irmãos Metralha (Beagle Boys, 1951), da sinistra e charmosa bruxa italiana Maga Patalójika (Magica de Spell, 1961), do ardiloso e obstinado bilionário sul-africano Pão-Duro Mac Mônei (Flintheart Glomgold) e de vários coadjuvantes. Mas a maior de suas criações, em termos artístico e comercial, foi o Tio Patinhas (Uncle Scrooge McDuck, 1947).

 

DOWNLOAD

Senha: blackgod_therebels

Termos Pesquisados:

  • cbr patinhas e pão duro mac mônei
  • o melhor da disney cbr

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


Please copy the string RaA5zt to the field below: